12/03/2018 - Nove em cada dez empresas querem contratar em 2018


Setor de comércio está entre os mais promissores para a geração de empregos


O ânimo para contratações está maior em 2018. Segundo levantamento do Grupo Hays, empresa de recrutamento, nos dois últimos anos, 60% das companhias demitiram. Para este ano, a expectativa virou, e nove em cada dez empresas (87%) pretendem contratar. Apesar da flexibilização trazida pela reforma trabalhista em relação ao trabalho intermitente, o estudo revela que 72% das contratações pretendidas serão para vagas permanentes. “Esse dado mede o indicador ‘confiança’ a curto e médio prazo”, analisa a diretora da Hays, Caroline Cadorin.

Enquanto no ano passado 76% das empresas passaram por alguma reestruturação e 16% tinham a pretensão de recrutar diretores para conduzirem as mudanças, para este ano a situação será mais operacional. A pretensão de 94% das empresas ouvidas é contratar especialistas e analistas, e apenas 9% planejam criar cargos de diretores.

O estudo indica que 47% dos trabalhadores não se sentem reconhecidos financeiramente. O número ajuda a explica a elevada taxa de turnover, que significa troca de funcionários. Segundo o levantamento, o índice é de 32%.

Caroline destaca que é importante saber o que os empregados querem e, segundo a pesquisa, eles desejam encontrar meios para progredir. Por isso, para a maioria das empresas será importante fornecer os benefícios certos para atrair e reter talentos. Para 92%, o principal benefício é o plano de saúde. Mas a flexibilidade de horário vem em seguida, indicada por 67%. “Essas informações podem nortear a tomada de decisões adequadas pelas companhias”, afirma a diretora da Hays.

Fonte:
O Tempo

Acompanhe a Abrasel também nas mídias sociais:

alt alt